Um resumo da saga de Sefirot

THE DARKEste post será um pouco mais pessoal porque vou dividir com vocês parte da minha vida, da minha história. Para quem ainda não conhece, eu gostaria de apresentar o meu trabalho solo, chamado Sefirot.

Eu decidi criar esse projeto para que fosse possível gravar, produzir e entregar, aos amigos que acompanham minha trajetória, músicas que eu componho desde os 15 anos. Eu descobri a paixão pelo power metal na adolescência, conhecendo bandas como Angra, Rhapsody, Sonata Arctica e Avantasia, só para dar alguns exemplos. Eu adorava jogar RPG, era entusiasta de tudo relacionado a temas medievais e tinha muita vontade de criar, participando desse universo. Decidi que queria compor naquele estilo e logo entrei em uma banda, acredito foi entre 2004 e 2005, chamada Innersight.

Passava as noites em claro compondo, com um violão velho, Kashima, que tinha custado uns 100 reais e já estava caindo aos pedaços. Eu tinha um caderno no qual eu sempre repetia uma lista, colocava os números de 1 a 10 e ia completando com o nome das músicas do meu primeiro CD (na minha imaginação, é claro). Tentava fazer um traço bonito, escrevia lá todas as músicas que tinha composto:

1. Profane Fire
2. Holy Light
3. Far from Home

E assim eu fazia, sempre acreditando que um dia eu poderia ouvir aquelas músicas gravadas, seria um trabalho real. As músicas foram evoluindo com o tempo, fui conhecendo pessoas fantásticas no meio do caminho. A minha maior alegria foi quando eu pude ter meu primeiro computador e já existia um negócio chamado guitar pro. Imagine só, para um cara que só tinha os sons dentro da cabeça, poder escrever a partitura e poder ouvir um midi tocando a música pronta.

Depois disso foi possível registrar essas músicas em arquivos e trabalhar nos arranjos com mais atenção. Anos passaram, eu amadureci musicalmente, minhas ideias mudaram um pouco, mas eu ainda amava aquelas músicas e queria muito produzir elas. Não tinha dinheiro para bancar sozinho uma gravação profissional, apesar de já ter gravado outros sons em parceria com outros músicos. Rachando os custos sempre fica mais fácil. Mas eu não me conformei, decidi que iria aprender o básico para poder registrar essas músicas.

Comprei um teclado e depois uma guitarra, aprendi a trabalhar com softwares de edição, consegui todos os timbres que eu precisava para a música acontecer, aprendi a mixar e equilibrar as frequências para fazer um som alto e não estourar. Fiz o melhor que pude, de todo o coração e consegui gravar a primeira música, chamada Magical Circle, e agora já tenho 5 músicas disponíveis no canal do Sefirot, no youtube.

Ouvi e ainda ouço muitas críticas, dizendo que eu não sou capaz, ou que o método que eu uso para gravar as minhas músicas é digital e que isso não é fazer música de verdade. Mas para quem aprendeu música sozinho e compunha em um kashima velho eu até que não estou tão mal. Para mim o que importa de verdade não é receber elogios mas fazer música com a alma, colocar uma energia verdadeira naquilo que eu faço. Agradável é ter a satisfação de ver um trabalho feito, escutar o registro e compartilhar com as pessoas importantes. Assim como eu cheguei, com dificuldades, até aqui, ainda posso chegar mais alto. Certamente, em breve terei condições melhores e vou poder produzir com maior qualidade este trabalho.

Os críticos, aqueles que dizem que eu não sou rock por me aproveitar da tecnologia, podem aguardar mais um pouco. Deixo o meu recado para o universo. Assim como eu parti de um Kashima e cheguei até aqui, logo terei meu próprio estúdio gravando com músicos incríveis, que tem a mesma paixão e chama na alma. Já conheço vários amigos desses e, agora, é só esperar o momento da próxima evolução.

Para terminar, eu queria agradecer aqueles que sempre estão apoiando, compartilhando e se alegrando com meu trabalho. Um grande abraço!

Vou deixar abaixo o link onde você pode escutar a música mais recente do Sefirot, chamada The Dark Forest. Inscreva-se no canal e também no canal Rick Rocker, pois vamos ver muitas novidades daqui pra frente. Não vamos parar de forma alguma, não vamos desistir! Se você também acredita, siga em frente, pois temos dragões para derrotar, princesas para salvar e reinos para conquistar!

Advertisements

One Comment Add yours

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s